Quem foi Confúcio?

Confúcio nasceu em 551 a.C. e morreu em 479 a.C. Ele é tido como um dos principais filósofos Chineses de todo o Oriente. Seus pensamentos, compilados nos Analectos de Confúcio, obra tão importante para os orientais quanto a Bíblia é para os ocidentais.  O livro é um dos poucos registros confiáveis sobre os ensinamentos de Confúcio e é composto por diversos aforismos que o pensador chinês deixou como legados aos seus discípulos e admiradores.

A vida de Confúcio começou na região Nordeste da China, onde atualmente localiza-se a província Xantung. Aos três anos de idade, Confúcio perde o pai, que sustentava a família, e começa a passar dificuldade junto de sua mãe. Mesmo assim, estudou história e arqueologia até tornar-se professor. As influências de sua filosofia foram Lao Tzu, o Taoísmo e K’ung Fu-Tzu. Apesar disso, Confúcio seguiu um caminho diferente, sem se apegar à assuntos como o pós-vida. Seus ensinamentos tinham eram mais centrados em melhorar a relação entre as pessoas. “Quem não sabe o que é a vida, como poderá saber o que é a morte?” – dizia em um de seus aforismos.

A carreira de Confúcio tomou uma nova direção quando se tornou filósofo da corte. Com este título, tentava fazer com que os governantes chineses dessem bons exemplos a serem seguidos pela sociedade. Para ele, um bom governo começava com a “virtude interior”, que faria com que os líderes ganhassem o respeito dos comandados. Apesar disso, Confúcio desaprovava qualquer tipo de tirania e mantinha a ideologia de que o Estado existia para beneficiar a população.

Aos 51 anos de idade, Confúcio obteve um posto oficial no estado de Lu. Mas, ele demitiu-se do cargo poucos anos depois, dizendo que não queria confundir-se com aqueles cujas ideias e conceitos de valor ele não podia compartilhar. Assim, ele começou a viajar por diversos reinos, pretendendo persuadir seus governadores a aceitar suas ideias políticas. mas não achou um lugar para realizar seus pensamentos e políticas. Viajando e conversando, atraiu muitos discípulos, impressionados com sua sabedoria e a elevação de seu caráter.

Confúcio viajou por diversos lugares, esteve em íntimo contato com o povo e pregou a necessidade de uma mudança total do sistema de governo por outro que se destinasse a assegurar o bem-estar dos súbditos, pondo, em prática, processos tão simples como a diminuição de contribuições o abrandamento das penalidades. Suas ideias expandiram-se pelo país e por toda a China. Durante 14 anos, ele viajou por 7 reinos.

Ao completar 68 anos, Confúcio voltou a sua terra natal, Qufu, no estado de Lu, onde ensinava seus estudantes, coligia e ordenava os livros clássicos até sua morte em 479 a. C., aos 73 anos.

Os livros de Confúcio são compilações de seus aforismos e consistem nas seguintes obras: Livro dos Poemas, o Livro da História, o Livro das Etiquetas e o Livro das Mutações (o 1º I Ching). Estes escritos, mesmo após a morte do pensador, foram passados de geração em geração, além de terem ganhado diversas versões como as de Chang Yü, Cheng Hsüan e de Ho Yen.

Algum tempo depois, Confúcio foi traduzido para as línguas ocidentais e seus pensamentos tornaram bastante conhecidos na Europa e, posteriormente, nas Américas. Atualmente, o Confucionismo tem milhões de seguidores e muitos de seus pensamentos são popularmente conhecidos e utilizados no dia a dia. Frases como “não faça aos outros o que você não quer que seja feito a você”, “o silêncio é um amigo que nunca trai” e “o homem superior atribui a culpa a si próprio; o homem comum aos outros” são de sua autoria.

A sua ideologia de organização da sociedade procurava recuperar os valores antigos, perdidos pelos homens de sua época. No entanto, em sua busca pelo Tao, ele usava uma abordagem diferente da noção de desprendimento proposta pelos taoistas. A sua teoria baseava-se num critério mais realístico, onde a prática do comportamento ritual daria uma possibilidade real aos praticantes de sua doutrina de viverem em harmonia.

Confúcio não pregava a aceitação plena de um papel definido para os elementos da sociedade, mas sim que cada um cumprisse com seu dever de forma correta. Já o condicionamento dos hábitos serviria para temperar os espíritos e evitar os excessos. Logo, a sua doutrina apregoava a criação de uma sociedade capaz, culturalmente instruída e disposta ao bem-estar comum. A sua escola foi sistematizada nos seguintes princípios:

  • Ren, humanidade (altruísmo);
  • Li, ou cortesia ritual;
  • Zhi, conhecimento ou sabedoria moral;
  • Xin, integridade;
  • Zhing, fidelidade;
  • Yi, justiça – retidão, honradez.

Cada um desses princípios ligar-se-ia às características que, para ele, se encontravam ausentes ou decadentes na sociedade.

Confúcio não procurou uma definição aprofundada sobre a natureza humana, mas parece ter acreditado sempre no valor da educação para a condicionar Sua bibliografia consta de três livros básicos, sendo que os dois últimos são atribuídos aos seus discípulos:

  • Lun yu (Diálogos, Analectos), no qual se encontra a síntese de sua doutrina.
  • Dà Xué (大學) (Grande ensinamento) e
  • Zhong Yong (Jung Yung), ou a “Doutrina do meio”.

Após sua morte, Confúcio recebeu o título de “Senhor Propagador da Cultura, Sábio Supremo e Grande Realizador” (大成至聖文宣王), nome que se encontra registado em seu túmulo.

Ao contrário de profetas de religiões monoteístas, Confúcio não pregava uma teologia que conduzisse a humanidade a uma redenção pessoal. Pregava uma filosofia que buscava a redenção do Estado mediante a correção do comportamento individual. Tratava-se de uma doutrina orientada para esse mundo, pregando um código de conduta social e não um caminho para a vida após a morte.

FONTE: Brasil Escola, Info Escola, Revista Super Interessante

————————————–

Nesse link você confere os outros Meridianos Principais e Pontos Extras:
https://medicinachinesabr.com.br/guiadepontos/

Não deixe de seguir a gente no facebook:
https://www.facebook.com/MedicinaTradicionalChinesaBrasil

No Instagram:
https://www.instagram.com/mtcbrasil/

No Youtube: https://www.youtube.com/channel/UC102TaTjvrNjb1VRLzLl_og

Nosso e-mail: contatomtcbrasil@gmail.com

—————————————————————

Você pode conferir nossas leituras cadastradas no site:

VG4 – Mingmen – O Portão da Vida:
https://medicinachinesabr.com.br/oportaodavida/

Cefaleia – Preocupação e trabalho:
https://medicinachinesabr.com.br/cefaleiapreocupacao/

Sun Simiao e sua importância para a Medicina:
https://medicinachinesabr.com.br/sunsimiaoesuaimportancia/

Auriculoterapia Chinesa – Relação com o Zang Fu:
https://medicinachinesabr.com.br/relacaoauriculo/

O Silêncio Inexistente:
https://medicinachinesabr.com.br/osilencioinexistente/

Links importantes para profissionais de saúde:
https://medicinachinesabr.com.br/linksimportantes/

Pulmão – Ministro e Chanceler:
https://medicinachinesabr.com.br/pulmaoministroechanceler/

Quem foi Lao Tsé?
https://medicinachinesabr.com.br/quemfoilaotse/

VG20 – Baihui – Reunião dos Cem Yang:
https://medicinachinesabr.com.br/reuiniaodoscemyang/

A Lição do Bambu Chinês:
https://medicinachinesabr.com.br/bambuchines/

Medo e Choque na visão da Medicina Tradicional Chinesa:
https://medicinachinesabr.com.br/medoechoquemtc/

A melancolia e a ansiedade podem lesionar o Coração:
https://medicinachinesabr.com.br/amelancoliaeansiedade/

A observação da Língua na Medicina Tradicional Chinesa:
https://medicinachinesabr.com.br/observacaodalingua/

A Importância do Pulso na Medicina Tradicional Chinesa:
https://medicinachinesabr.com.br/oexamedopulso/

Shen – Medicina Tradicional Chinesa – O Esplendor da Vida:
https://medicinachinesabr.com.br/shenoesplendordavida/

Maos Frias – Sintomas e Sinais:
https://medicinachinesabr.com.br/shenoesplendordavida/

Mingmen – Portão da Vida:
https://medicinachinesabr.com.br/portaodavida/

Sonhos na Visão da Medicina Tradicional Chinesa:
https://medicinachinesabr.com.br/sonhosnamtc/

Preocupação na Visão da Medicina Tradicional Chinesa:
https://medicinachinesabr.com.br/preocupacaomtc/

A Raiva seca o sangue e dissipa o Hun – Medicina Tradicional Chinesa:
https://medicinachinesabr.com.br/araivadissipaohun/

O Mecanismo da Menstruação na Medicina Tradicional Chinesa:
https://medicinachinesabr.com.br/menstruacaomecanismo/

A Tristeza dissolve o Qi do Pulmão – Medicina Tradicional Chinesa:
https://medicinachinesabr.com.br/tristezadissolveoqi/

Qi Gong – Como aumentar sua reserva de energia?:
https://medicinachinesabr.com.br/energiaqigong/

Terapia de Transformar a mente e o espírito – Su Wen, capítulo 13 – Medicina Tradicional Chinesa:
https://medicinachinesabr.com.br/suwen13/

Governar o Qi e a respiração – Medicina Tradicional Chinesa:
https://medicinachinesabr.com.br/governaroqi/

Cinco Elementos/Movimentos e Constituição – Medicina Tradicional Chinesa:
https://medicinachinesabr.com.br/cincoelementoseconstituicao/

Pastilhas Stiper:
https://medicinachinesabr.com.br/pastilhastiper/

Review do Manual de Acupuntura: Direto ao Ponto da Editora Zen:
https://medicinachinesabr.com.br/reviewdomanualdeacupuntura/

Live Up To Your Name – Série de Acupuntura Coreana da Netflix:
https://medicinachinesabr.com.br/liveuptoyourname/

Pontos de acupuntura para equilibrar as energias do alto/baixo, do Yin e Yang:
https://medicinachinesabr.com.br/pontosaltoebaixo/

Hua Tuo – Um Médico Fantástico – Medicina Tradicional Chinesa:
https://medicinachinesabr.com.br/umedicofantastico/

Paralisia Facial – Golpe de Vento na Medicina Tradicional Chinesa:
https://medicinachinesabr.com.br/paralisiafacial/

Pulso na Ginecologia – Medicina Tradicional Chinesa:
https://medicinachinesabr.com.br/pulsonaginecologia/

Compreendendo as bases fisiológicas da Ventosaterapia – Medicina Tradicional Chinesa: https://medicinachinesabr.com.br/basesventosaterapia/

Relógio Cósmico na Medicina Tradicional Chinesa:
https://medicinachinesabr.com.br/relogiocosmico/

Relação entre a língua e o Zang Fu – Medicina Tradicional Chinesa:
https://medicinachinesabr.com.br/linguaezangfu/

Lenda de Yun Xi – Série com Medicina Tradicional Chinesa e Acupuntura:
https://medicinachinesabr.com.br/lendadeyunxi/

Como aprender Qigon? Medicina Tradicional Chinesa:
https://medicinachinesabr.com.br/comoaprenderqigong/

VC6 – Qihai – Mar do Qi – Medicina Tradicional Chinesa:
https://medicinachinesabr.com.br/mardoqi/

A agitação do Vento – Medicina Tradicional Chinesa:
https://medicinachinesabr.com.br/agitacaodovento/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.