Terapia de transformar a Mente e o Espírito – Su Wen, capítulo 13

O Imperador Amarelo perguntou: “Disseram-me que nos tempos antigos, quando um médico tratava uma doença, ele apenas transformava a mente e o espírito do paciente, a fim de extirpar a fonte da doença. Nos dias de hoje, o paciente é tratado internamente com remédios e externamente com acupuntura. No entanto, algumas doas doenças são curadas, mas algumas delas não podem sê-lo; por quê’?”

Qibo respondeu: “Nos tempos antigos, o povo vivia em cavernas agrestes, rodeado de pássaros e bestas; afastavam o frio pelo próprio movimento, e se evadiam do verão quente, viviam à sombra. Eles não tinham nenhuma sombra no coração por admirar a fama e o lucro, e não tinham cansaço no corpo por procurar uma posição mais elevada, por isso, dificilmente se poderia ser invadido pelo mal exógeno neste ambiente calmo e tranqüilo.

Por isso, quando alguém contraia uma doença, não eram necessários tanto os remédios para curar internamente, quanto a acupuntura para curar externamente, mas somente alteravam a emoção e o espírito do paciente; só era necessário cortar a fonte da doença. “Mas, hoje em dia, a situação é diferente; as pessoas tanto são perturbadas pela ansiedade interna do coração, como feridas pelas dificuldades externas do corpo, juntamente com o descuido do paciente, violentando as regras da seqüência do clima das quatro estações, e a friagem e o calor da manhã e da noite.

Quando o mal larápio invadir sem cessar, as vísceras do paciente serão feridas por dentro e os orifícios serão feridos por fora. Se a doença contraída for leve, seguramente irá se transformar em uma doença séria; se a doença contraída for séria, o paciente com certeza morrerá. Por isso, hoje em dia, a doença não pode ser curada somente cortando-se a fonte da mesma”.

Referência: Su Wen, capítulo 13

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.